Debate Aberto

Moda alinhada às necessidades das pessoas

Carolina Levien tem 23 anos e é cadeirante há três. Desde os quinze anos ela convive com uma condição chamada Polimiosite, que a faz perder a força nos músculos. Nascida em Pelotas, interior do Rio Grande do Sul, atualmente reside na Alemanha, para onde foi em busca de novos tratamentos e, de lá, Lina, como é conhecida, escreve sobre moda, arte, inclusão e conta um pouco sobre a sua rotina.

Para Lina, a moda é uma forma de se comunicar e se expressar. “Eu expresso por meio das minhas roupas quem eu sou e comunico como eu quero ser vista. A moda também é muito individual. Eu não visto moda-tendência porque o que eu gosto de usar não muda de mês em mês”, conta.

Ela será mediadora do próximo debate aberto que será realizado no dia 30 de janeiro, às 19h. No debate ela pretende contar um pouco sobre a sua relação com a moda, rotina de beleza e autoestima, além de falar sobre projetos de cocriação e iniciativas como “O Meu Corpo é Real” e o “Fashion Day Inclusivo”, que trazem informações menos generalizadas e superficiais sobre todos os tipos de corpos.

Participem!

Compartilhar: Facebook Twitter