Mundo Inclusão

Festival da Diversidade Superar terá oficinas sensoriais e esportivas na Praia de Copacabana

Evento é aberto à participação do público e visa valorizar as diferenças

Apesar de estarmos sempre buscando igualdade de condições e direitos, são as diferenças que enriquecem a sociedade. Valorizar as características únicas de cada pessoa como forças importantes para construir um estilo de vida mais saudável é um dos principais objetivos do Festival da Diversidade Superar, organizado pelo Instituto Superar, que terá sua 6ª edição no dia 15 de setembro, sábado, das 8h às 11h, no Posto 6 da Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro.

O Instituto Superar trabalha com várias modalidades de paradesporto e, na praia, vai reunir alunos, alunas e atletas para realizar oficinas sensoriais e esportivas abertas à participação do público. “Queremos desmistificar a questão das diferenças e ampliar as perspectivas das pessoas. Por isso, convidamos a todos e todas que passam pela praia a fazer parte das atividades, como passeio às cegas, vôlei sentado, caminhada e roda com técnicas de respiração. Dessa forma, queremos empoderar as diferenças e abrir o olhar para o pluralismo de ideias. Nossa luta é pela diversidade, sobretudo das pessoas com deficiência”, afirma Carina Alves, presidente do Instituto Superar.

Esta edição do Festival da Diversidade Superar acontece apenas na areia – sem atividades no mar – e será realizada em parceria com a Equipe 15, formada por Bombeiros Militares (Guarda Vidas), a Drogaria Gigante, que vai disponibilizar aferição de glicemia e pressão arterial e distribuir polivitamínicos, e a Farmoquímica, que além de oferecer um café da manhã, fará o lançamento do programa “Respirar Junto com a Gente” durante o evento.

“Ver algo diferente no olhar de quem participa das atividades, perceber que conseguimos emocionar as pessoas que param para assistir às ações, saber que tiramos  indivíduos de sua zona de conforto e tocamos seu coração é muito recompensador. Outra sensação maravilhosa é poder proporcionar a nossos alunos, alunas e atletas a oportunidade de conhecer a praia, pois algumas crianças e jovens nunca tinham pisado na areia ou entrado no mar antes de nossos festivais”, detalha Carina.

Na areia tem uma bola de futebol. De um lado tem um homem que ameaça chutá-la e do outro lado várias pessoas olhando.

Na areia, uma menina está correndo, outras estão sentadas ao lado.

Várias pessoas sentadas na areia, em sua frente tem uma rede de vôlei. Um menino está com os braços levantados.

Sobre o Instituto Superar

Através do esporte paralímpico e da educação, o Instituto Superar visa trabalhar o desenvolvimento humano da pessoa com deficiência e mobilidade reduzida para permitir a conquista da independência e da autonomia social. Com 11 anos de atuação e sede no Rio de Janeiro, onde atualmente atende a 80 alunos e atletas, a instituição também atua em São Paulo e Minas Gerais, somando outros 30 integrantes. As modalidades oferecidas são vôlei sentado, atletismo, natação e futebol adaptado e bocha – a participação de atletas em competições nacionais e internacionais já rendeu a conquista de diversas medalhas.

Compartilhar: Facebook Twitter